Buscar

Prêmio De Olho Na Verdade

O Diálogos Nórdicos participou em novembro do encerramento 2019 do Cidadania e Democracia desde a Escola. Projeto foi representado pelas Embaixadas da Finlândia e da Suécia no Brasil, que ajudaram a promover o Prêmio De Olho Na Verdade entre os estudantes do Distrito Federal.




Representantes do Poder Público, de embaixadas, professores e mais de 400 estudantes do Distrito Federal lotaram o auditório Juscelino Kubitschek, da Procuradoria-Geral da República, em cerimônia que marcou o encerramento das atividades realizadas em 2019 no âmbito do projeto “Cidadania e Democracia desde a Escola”. Projeto desenvolvido pelo Instituto Auschwitz para a Paz e a Reconciliação, em parceria com a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, a Secretaria de Educação do Distrito Federal e a Subsecretaria dos Profissionais da Educação do DF, tem como objetivo contribuir com a criação e a difusão de ferramentas para uma educação inclusiva, voltada à construção de uma cultura de paz e que permita levar a estudantes de escolas públicas dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio debates acerca dos direitos humanos e cidadania democrática.


Durante o evento, foram exibidos diversos vídeos, resultado dos trabalhos finais de alguns dos estudantes. Construção da identidade, dignidade humana, moradia adequada, direitos dos migrantes, religião, racismo, violência contra a mulher, redução da maioridade penal e questões ambientais estiveram entre os temas problematizados pelos jovens, bem como assuntos relacionados à solidariedade, à diversidade e à tolerância no contexto de construção de uma cultura de paz. Os adolescentes também realizaram apresentações de rap e hip hop, problematizando temáticas a partir de suas próprias vivências.


Cerimônia de encerramento também marcou a entrega do Prêmio De Olho na Verdade, uma parceria com as embaixadas da Finlândia e Suécia no Brasil e com o Projeto Diálogos Nórdicos. Iniciativa surgiu após encontro com professores que debateu fake news, corrupção e transparência das instituições, em convergência com um dos eixos do projeto que versa sobre comunicação, fortalecimento da democracia e o direito à informação. Concurso teve como finalidade identificar e disseminar práticas educativas dialógicas que promovam a autonomia dos estudantes, além reconhecer e valorizar profissionais da educação que realizam projetos nessas temáticas.


A terceira colocação foi dividida entre estudantes do Centro Educacional (CED) 4 de Sobradinho (DF) e do Centro Educacional 310 de Santa Maria (DF). O segundo lugar também agraciou dois finalistas, representantes do CED Gisno, em Brasília, e do Centro Educacional 11, de Ceilândia (DF). O primeiro lugar foi conquistado por estudantes das escolas CED Gisno e Centro de Ensino Fundamental 5 do Guará (DF). A cerimônia também representou momento de homenagem aos professores que atuaram na execução do projeto em suas unidades de ensino, oportunidade na qual receberam reconhecimento, sobretudo, dos alunos.



Cidadania e Democracia desde a Escola


O Cidadania e Democracia desde a Escola é um desdobramento do projeto "Educação, Direitos Humanos e Prevenção" do Instituto Auschwitz para a Paz e a Reconciliação (AIPR), que teve início no segundo semestre de 2016 por meio da construção participativa envolvendo professores, estudantes, entidades governamentais e não governamentais de educação.


Sua metodologia foi estruturada em consonância com o Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos e a Base Nacional Comum Curricular, e contempla temas a serem trabalhados transversalmente pelos professores, que incluem identidade, igualdade e discriminação; diálogo plural, respeito e tolerância; solidariedade, empatia e cooperação; democracia e direitos humanos; cidadania responsável, fortalecimento e participação da juventude; sustentabilidade, meio ambiente, mundo global, mídia e comunicação. No ano passado, com o título “Cidadania e Democracia desde a Escola”, foi realizada a experiência piloto, contemplando sete escolas públicas (cinco em São Paulo e duas no Distrito Federal), mobilizando 15 professores e aproximadamente 700 alunos.


Todas as atividades foram realizadas com apoio de um caderno pedagógico construído para facilitar a consolidação dos métodos e apoiar a aplicação e o desenvolvimento dos eixos temáticos – identidade, igualdade e discriminação; diálogo plural, respeito e tolerância; solidariedade, empatia e cooperação; democracia e direitos humanos; cidadania responsável, fortalecimento e participação da juventude; temas transversais de cidadania global como sustentabilidade, meio ambiente, mundo global, mídia e comunicação – tornando-se ferramenta de suporte ao docente em permanente construção para dialogar com a realidade dos estudantes.

41 visualizações

Embaixada da Suécia

ambassaden.brasilia@gov.se

© 2018

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now